unnamed

O projeto “Ciclovias Invisíveis” surgiu como um TCC para conclusão do curso de jornalismo da fotógrafa Michelle Castilho. Começou a ser realizado em meados de 2011 e entregue em março de 2012. A nota obtida foi 10. Porém, mesmo depois de entregue e com a faculdade concluída, a cicloativista carioca continuou produzindo para o projeto nas redes sociais.

O objetivo principal do projeto é a captura dos trajetos realizados pelos ciclistas na ausência de ciclovias, ou seja, no trânsito, junto com os demais veículos. A bicicleta para o CTB ( Código de Trânsito Brasileiro) é considerada veículo, logo, tem direito de andar na via. Porém, muitas pessoas desconhecem a lei, incluindo motoristas e até mesmo ciclistas.

Ao registrar essas ciclovias invisíveis, o projeto não só dá visibilidade ao direito de pedalar na via, como também a possibilidade real da bicicleta como meio de transporte. No Brasil, infelizmente, muitas pessoas consideram a locomoção através de uma bicicleta  “algo muito perigoso” e inviável. A maioria alega a falta de estrutura oferecida pelas cidades. Porém, essas pessoas esquecem que a estrutura chega através de pressão popular e demanda, ou seja, com o aumento de ciclistas nas ruas. Esperar por ciclovias que caem do céu é uma opção muito cômoda, ainda mais quando se possui o direito de pedalar nas vias garantido. Quanto mais pessoas construindo ciclovias invisíveis, mais acelerado será o processo de transforma-las em visíveis.

www.cicloviasinvisiveis.com

 

 

No Comments

Leave a Reply

tit_algo